LEAD TIME: QUANTO TEMPO VOCÊ LEVA ATÉ ENTREGAR A DEMANDA?

QUANTO TEMPO VOCÊ LEVA ATÉ ENTREGAR A DEMANDA?

Quando você pede uma pizza porque está morrendo de fome e ela demora, qual é a sensação? E quando você compra uma roupa para um evento específico pela internet e ela demora a chegar? O lead time desses produtos, definitivamente, não é o ideal. O lead time é o tempo entre a solicitação do seu pedido e a entrega para você. Basicamente, existem algumas etapas nesse processo:

          Sua solicitação;
          Entrada do pedido na empresa;
          Processamento do pedido;
          Preparação do pedido;
         Transporte/entrega;
         Recebimento. 

Sabemos que cada uma dessas fases incorpora tempo, recursos, pessoas e outros fatores para acontecerem. Caso ocorram problemas como falta de produto no estoque ou atraso no transporte de entrega o lead time passa a ser insatisfatório, gerando a frustração do cliente.

Quais fatores podem afetar o lead time e como evitá-los?

Pensando no processo de produção da maioria das empresas, são três os fatores que mais impactam o lead time:

Transporte: um dos maiores gargalos nas vendas de e-commerce, por exemplo, é o transporte. Por vezes, clientes desistem de realizar a compra devido ao valor do frete, e também pode acontecer do transporte de entrega do produto não sair como esperado;
Fornecedor: quem nunca teve problemas com prazo de fornecedor? Para evitar esse tipo de problema, indica-se estocar o produto na sua empresa ou no próprio fornecedor, se possível. Ah, também é determinante manter um controle rígido;
Produção: para um produto ou serviço ganhar vida, é necessário passar por um processo de produção. Seja qual for, caso falte um recurso, uma mão-de-obra ou mesmo matéria-prima, seu lead time ficará comprometido. Por isso, é tão importante conhecer seus processos e contar com recursos tecnológicos para otimizar sua produção.

Por que e como calcular o lead time?

Mais uma vez, a resposta está no seu cliente. Principalmente em tempos de imediatismo, o lead time é pré-requisito para uma compra ou mesmo o fechamento de um contrato de serviço mais longo. Queremos tudo para ontem. Então, se você não conhecer o próprio lead time e de seus concorrentes, não saberá se esse é um ponto seu forte ou fraco no mercado.

Além disso, dependendo do que for identificado no seu diagnóstico, poderá perceber gargalos, necessidade de mudanças e, até mesmo, meios de diminuir custos.

Como está o lead time na sua agência?

Sabemos que a maioria dos clientes não compreende o funcionamento de uma agência de comunicação, bem como o processo de produção dos trabalhos. A criação de uma marca e o planejamento de uma campanha online, por exemplo, não é tão simples como os clientes costumam pensar. Escutamos diariamente: “ah, é só mudar esses detalhes no layout, é rapidinho” ou “está tudo aprovado, menos o MOTE da campanha”.

Porém, dentro desse contexto de educar o cliente a estabelecer prazos aceitáveis, está a função dos donos da agência de olhar para dentro da empresa, conhecer os processos e entender como automatizar e otimizá-los para que o lead time seja menor e, a satisfação do cliente, maior.
Muitas vezes, os seus gaps podem estar em ferramentas que não funcionam bem, problemas na entrega por parte alguns funcionários, em ruídos de comunicação entre as áreas, no atraso da entrega de fornecedores, dentre outros diversos fatores.
O ambiente online, por exemplo, demanda imediatismo e entregas rápidas. Se você não tiver isso, fica para trás e, os resultados, serão insatisfatórios.

Por isso, cada dia mais as ferramentas de automação estão ganhando espaço nas agências de publicidade. Elas otimizam recursos humanos, escalonam a entrega, proporcionam um relacionamento fluido e estratégico com o público, economizam tempo e dinheiro.

 

 

 


Willian Daviny 

© 2021 Agência Xeque Mate - 32.355.211/0001-33 - Soluções Globaldeck

Search